Fundação das Artes em São Caetano

Fundação das Artes em São CaetanoA FASCS - Fundação das Artes de São Caetano do Sul - atende ao público com o ensino de artes (sua produção artística é derivada diretamente da atividade pedagógica) e é regida por um Conselho de Curadores, e sua administração direta fica a cargo da Direção Geral.

Pelos recursos pedagógicos, a FASCS tem duas vertentes: a Iniciação e a Formação Artística.

A 1ª procura o aprimoramento de crianças de 5 a 10 anos, pelo autodomínio e desenvolvimento da percepção, do controle motor, da criatividade e convivência.

Já a 2ª visa à orientação para preparar artistas nos seus vários campos de atividade.

História da FASCS

Em 1968, o prefeito de São Caetano do Sul, Walter Braido, convidou Milton Andrade para idealizar um projeto de um polo cultural no município.

Como o lema da gestão de Braido era “São Caetano do Sul, onde a escola não é problema”,  Andrade propos criar uma escola de artes, onde se pudesse promover a formação de artistas nas áreas de música, dança, teatro e artes visuais.

A aceitação do projeto por Braido foi imediata e, assim, começava a nascer a Fundação das Artes de São Caetano do Sul, da qual Milton foi nomeado diretor geral, cargo que ocupou por 14 anos.

Dava-se, dessa forma, o encontro entre a vontade política demonstrada por Braido e a paixão pela arte e sua expressão social de um dos principais líderes artísticos do Grande ABC, Milton Andrade.

Fundação das Artes em São Caetano

Inicialmente, o projeto foi pensado como um centro de formação de artistas e, em 25 de abril de 1968 é, então, inaugurada a Fundação das Artes de São Caetano do Sul, sendo implantados os cursos de música (abril), teatro (junho) e artes visuais (outubro).

No ano seguinte foi a vez do curso de dança.

A representatividade, conquistada logo de início junto aos admiradores da arte no ABC, colocou a FASCS em posição de referência artística de ensino.

No início da década de 80, além da dificuldade financeira, a Fundação passa pela crise do desinteresse de novos alunos a se candidatar aos cursos oferecidos pela instituição. “Há um objetivo central que é claro: criar e manter escolas de arte”, dizia Andrade.

Como esperado por ele mesmo, foi neste momento de desafios que, depois de dirigir a FASCS durante 14 anos, Milton Andrade é demitido por Braido, em 1983.

O indicado para direção geral da FASCS foi o professor de música Roberto Manzo.

Numa tentativa de virada, para superação da(s) crise(s), em 1985, a instituição estava pronta para um salto muito importante: o lançamento dos cursos profissionalizantes.

Esses cursos são implantados nas escolas de música (dois: habilitação em instrumento e em canto) e na de teatro (apenas habilitação profissional de ator, hoje, técnico em arte dramática).

Dezenas de artistas passaram por eles no último quarto de século, espalhando-se por todas as áreas de criação a que as respectivas habilitações permitam.

E o efeito benéfico foi o de, antes de tudo, espalhar e marcar o bom trabalho realizado na FASCS. Uma das – bem-vindas – consequências disso foi a incursão de nossos ex-alunos, uma vez formados, no território da pedagogia da arte.

Foi assim que começou a ser cada vez mais comum recebermos, como professores, artistas que aqui vieram, em primeiro lugar, para aprender.

Na direção da Entidade sucedem-se, após Roberto Manzo (1983/1989), Dulce Junquetti (1989/1996) e Maribel Marana (1997/1999).

Foi durante a gestão desta que a FASCS completou seus trinta anos de existência e que adotou-se um plano de ação global intitulado 

Os próximos trinta anos, com a finalidade de encarregar-se do planejamento das atividades que poderiam difundir, ainda mais e melhor, a produção artística que já existia e propiciar o desenvolvimento de outras mais.

Assim, um grupo de funcionários e professores começou a trabalhar.

Dessa iniciativa surgiria o Setor de Projetos. desenvolvendo mais cursos livres, festivais, mostras, reestruturação de grade curricular, um congresso nacional, programas de incremento artístico, organismos de prática ligados às escolas (acrescendo-se aos que existiam previamente), núcleos de pesquisa, programas de desenvolvimento sociocultural, dentre outras atividades.     

A expansão daquele Setor (hoje, Coordenadoria de Projetos Culturais) contou com o apoio do diretor geral seguinte, maestro Antonio Carlos Neves Pinto (1999/2008), o qual consolidou e permitiu ampliar as mudanças que vinham sendo implantadas.

Através dessa década, investiu-se na ideia de que anunciar nossos produtos e serviços era quase tão importante quanto realizá-los.

Em 2009, o então prefeito, José Auricchio Junior, implantou uma reforma administrativa, criando a Secretaria de Cultura.

Com isso, todas as ações culturais do município passaram a ser centralizadas, a fim de criar um plano timochenco wehbi para a área.

No conjunto dessas mudanças, a então Secretária de Cultura, Adriana Sampaio acumulou cargos, mantendo-se como Diretora da FASCS até agosto daquele ano.

Em importantes ações, novas diretrizes foram adotadas, contribuindo para que a Instituição ganhasse uma feição mais profissional e competitiva no mercado de ensino de Arte, suprindo demandas de infraestrutura, além de reorganizar e incrementar os recursos de que a Instituição já dispunha.

A partir de agosto de 2009, a Secretária coloca como diretora geral da FASCS a atriz e gestora Liana Crocco, funcionária de carreira, artista e especialista em Gestão Cultural.

É interessante notar que dois dos últimos diretores gerais, um músico e uma atriz, mantém uma característica comum: ambos são artistas formados pela FASCS.

Certamente, possuem, ambos, formação externa à Fundação, porém é marcante, para nós, que dois de seus ex-alunos tenham atingido um cargo elevado de direção.

A FASCS é das mais antigas instituições dedicadas ao ensino de arte, em contínua atividade, no Estado de São Paulo. Isso é decorrência da história, que não tem como ser realmente planejada.

Fundação das Artes em São Caetano
Endereço:
Visconde de Inhaúma, 730 - Cidade São Caetano do Sul - SP
Telefone: (11) 4238-3030 

Site Oficial: www.fascs.com.br




  Sobre o EncontraSãoCaetano
Fale com EncontraSãoCaetano
Anuncie no EncontraSãoCaetano
Cadastre sua Empresa no EncontraSãoCaetano (grátis)



Termos EncontraSãoCaetano | Privacidade EncontraSãoCaetano


Bandeira de São Caetano